Dr Eduardo Nassar Indica:

Primeiro trimestre da gravidez associada à proteína plasmática-A em gestações complicadas por diabetes gestacional subseqüente.

To compare routine first trimester biochemical and ultrasound markers in pregnancies complicated by gestational diabetes with those of a control group.
First trimester data including the screening test for Down syndrome were retrieved from a computer data base. Clinical data were recorded at delivery. A multivariate quantile regression model was used to analyze the association between first trimester data and subsequent clinical outcomes in a case-control study design.
In the group of women who developed second trimester gestational diabetes, both first trimester median (1494 vs 2225 mU/L, P < 0.001) and adjusted multiple of median pregnancy-associated plasma protein-A (PAPP-A) concentrations (1.2 vs 0.7, P < 0.001) were significantly lower than in the control group. Differences between observed and expected crown-to-rump length expressed in mm was lower in women destined to develop gestational diabetes than in the control group (0.2 vs 1.4 mm, P < 0.005). In multivariate models, first trimester maternal PAPP-A concentrations correlated independently and inversely to pregestational body mass index (BMI, P = 0.004), subsequent gestational diabetes (P < 0.001) and pregnancy complications (P = 0.036).
First trimester PAPP-A concentrations were lower among pregnant women with subsequent gestational diabetes than in the control group.

Para comparar marcadores de rotina no primeiro trimestre bioquímicos e ultra-sonografia em gestações complicadas por diabetes gestacional com as de um grupo controle.
Dados do primeiro trimestre, incluindo o teste de triagem para síndrome de Down foram recuperados de uma base de dados de computador. Os dados clínicos foram registrados no momento do parto. Um modelo de regressão multivariada quantil foi utilizado para analisar a associação entre os dados do primeiro trimestre e subsequentes resultados clínicos em um projeto de estudo de caso-controle.
No grupo de mulheres que desenvolveram diabetes gestacional segundo trimestre, tanto mediana primeiro trimestre (1494 vs 2225 mU / L, P <0,001) e ajustada múltipla de medianas a gravidez associados às proteínas plasmáticas (PAPP-A) concentrações (1,2 vs 0,7 , P <0,001) foram significativamente menores do que no grupo de controlo. Diferenças entre os valores observados e esperados comprimento cabeça-nádega para expressas em mm foi menor nas mulheres destinadas a desenvolver diabetes gestacional do que no grupo controle (0,2 vs 1,4 mm, P <0,005). Em modelos multivariados, no primeiro trimestre materna PAPP-A concentrações correlacionadas de forma independente e inversamente ao índice pré-gestacional de massa corporal (IMC, P = 0,004), diabetes gestacional subseqüente (P <0,001) e complicações na gravidez (P = 0,036).
Primeiro trimestre PAPP-A concentrações foram menores entre as mulheres grávidas com diabetes gestacional subseqüente do que no grupo controle.

Referencias

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21404306

Links

  • Ultrassonografia Morfológica
  • Ultrassonografia Morfológica em Belém
  • Doppler
  • Doppler em Obstetrícia
  • PET-CT