Dr Eduardo Nassar Indica:

Variação biológica da gonadotrofina coriônica β livre e gravidez associada à proteína plasmática A em gestações no primeiro trimestre.

Trisomy 21 risk estimation in first trimester pregnancies can be performed by a combined test based on ultrasound measurement of fetal nuchal translucency thickness and maternal plasma concentrations of free β human chorionic gonadotropin (hCGβ) and pregnancy-associated plasma protein A (PAPP-A). However, little knowledge exists regarding the biological variation of hCGβ and PAPP-A when the time interval between sampling increases.
We estimated these variations from double measurements of hCGβ and PAPP-A in first trimester pregnancies in 167 women. Data were divided into three groups based on the number of days between sampling. The correlation coefficients and biological variation were estimated for each group.
The correlation coefficient between the first and second samples was 0.841 for hCGβ, and 0.706 for PAPP-A. The ranges for biological variation were 11.9%-48.5% for hCGβ and 31.6%-63.3% for PAPP-A, increasing with time between sampling. The average overall biological variation for hCGβ was 29%, and 49.7% for PAPP-A.
We found high biological variation for plasma concentrations of hCGβ and PAPP-A, increasing with longer time intervals between sampling. From our data that showed high correlation of hCGβ and PAPP-A in the first and second sample, we found no reason to recommend retesting. However, new studies should clarify whether PAPP-A should be collected early, and hCGβ late, in the first trimester of pregnancy.

Trissomia estimativa do risco 21 em gravidezes primeiro trimestre pode ser realizada por um teste combinado com base na medição de ultra-som de translucência nucal e as concentrações plasmáticas maternas de livre β gonadotropina coriónica humana (hCGβ) e gravidez associada proteína plasmática A. (PAPP-A) No entanto, existem poucas informações sobre a variação biológica do hCGβ e PAPP-A, quando o intervalo de tempo entre os aumentos de amostragem.
Estimou-se estas variações a partir de medições duplas de hCGβ e PAPP-A do primeiro trimestre de gravidez em 167 mulheres. Os dados foram divididos em três grupos com base no número de dias entre a amostragem. Os coeficientes de correlação e variação biológica foram estimadas para cada grupo.
O coeficiente de correlação entre as primeira e segunda amostra foi 0,841 para hCGβ, e 0,706 para PAPP-A. Os intervalos de variação biológica foram de 11,9% -48,5% para hCGβ e 31,6% -63,3% para PAPP-A, aumentando com o tempo entre a amostragem. A variação média global biológico para hCGβ foi de 29%, e 49,7% para PAPP-A.
Encontrámos variação biológica elevada para as concentrações plasmáticas de hCGβ e PAPP-A, aumentando com intervalos de tempo mais longos entre a amostragem. A partir dos nossos dados que mostraram alta correlação de hCGβ e PAPP-A na primeira e segunda amostra, não encontramos nenhuma razão para recomendar novos testes. No entanto, novos estudos deverão esclarecer se PAPP-A devem ser coletadas no início e hCGβ tarde, no primeiro trimestre da gravidez.

Referencias

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21091265

Links

  • Clinica CSD
  • CSD Clínica Som Diagnósticos
  • Clínica CSD
  • PET SCAN
  • CSD Clínica Som Diagnósticos